segunda-feira, 5 de maio de 2014

Animem-se. Miss Caco voltou.

 
Podem respirar de alívio. Sei que não foi fácil sobreviver estes dias sem notícias minhas, mas, verdade seja dita, de vez em quando, convém que tenham saudades para perceberem a real importância da nossa relação.
 
Espero que tenham conseguido matar o tempo a ler a concorrência. Mais que não seja, ficam sempre a constatar que o que é realmente importante só encontram no Caco.
 
Passemos então ao balanço destas mini-férias que serviram para constatar o seguinte:
 
- depois de termos filhos, ficamos muito menos exigentes. Qualquer momento passado a olhar para a criatura, mesmo quando está a esvaziar o protector solar em cima da toalha, enche-nos de satisfação; 
 
- quando estiverem a  escolher o hotel, não vale a pena preocuparem-se com o tamanho da piscina. O mais certo é ele ter medo e não meter o nariz lá dentro. Por outro lado, o tamanho do lavatório da casa de banho já é relevante. Quando ouvirem a chinfrineira para o meter na banheira, vão perceber que é essa a solução;  
 
- não facilitem a deixá-lo tirar a fralda e a correr nu pelo quarto de hotel. Apesar do chão ser em mosaico, os acidentes acontecem e alguém tem de os limpar, sendo que não é fácil chamar o serviço de limpeza e explicar como é que aquela prenda foi parar ao pé do móvel da televisão;
 
- o encanto da ida à praia desaparece rapidamente. Depois de andar a cagar areia durante dois dias,  perder o camião que a tia ofereceu, e de deixar o banco de trás do carro numa lástima, rapidamente percebemos que não há nada como um passeio de fim de tarde à beira-mar, com a criatura dentro do carrinho. Sim, também se pode deixar passear no paredão, desde que não desate a correr pelo areal a dentro atrás das gaivotas;
 
- mesmo sabendo que se estiver com ele ao colo, a barriga não aparece nas fotografias, preciso perder 2 kilos;
 
- se não querem que as pessoas fiquem a pensar que trabalham no circo Cardinalli e estão a ir à piscina com um anão disfarçado de palhaço rico ou que os móveis e cortinas do quarto de hotel fiquem com aspecto de caiados de fresco, não deixem os maridos esbanjar espalhar protector solar mineral na pele dos vossos bebés; 
 
- estando bom tempo, não há nada melhor do que ir passar este feriado ao Algarve: noites quentes, praias desertas onde podemos pavonear a nossa cor de lula à vontade, esplanadas para lá de espectaculares para lagartar com largueza, lugar de estacionamento garantido e, cereja em cima do bolo, Primark a dois passos. Tudo isto, apenas a duas horas e meia da capital.   

2 comentários:

  1. Olha que fixe!!!
    Eu também estive uns dias de férias mas foi na capital... :)
    Agora imagina isso tudo com dois! ahahahahahah
    Nós nem nos atrevemos a ir à praia e piscinas, ao contrario do teu, é berreiro para sair!! Vai daí que, apesar destas mini férias terem sido espetaculares, tomamos uma importante decisão... Este ano não vamos gastar um dinheirão para ir de férias para o algarve e eu não conseguir sentar o rabo 2 segundos na toalha!
    Ficamos pelo norte a disfrutar da companhia dos avós, que têm casa na aldeia com piscina e casa pertinho da praia.... assim há não voluntários para andar atrás dele! :)

    ResponderEliminar
  2. Adoro o humor que aplicas às tuas palavras! :)

    ResponderEliminar

Deita cá para fora!