segunda-feira, 9 de setembro de 2013

Das noites mal dormidas


Este fim de semana, Baby Caco descobriu que consegue estar deitado, apenas com as mãos e joelhos apoiados no colchão, o que lhe permite baloiçar o corpo para a frente e para trás, sem nunca sair do mesmo lugar, proeza que para nós significa que está na hora de repensar a disposição dos móveis cá de casa.

Serve isto para dizer que esta noite, madrugada, Baby Caco achou que 6h da manhã era a hora perfeita para iniciar os treinos e portanto, ali esteve ele, durante cerca de uma hora, a tentar praticar este exercício que, apesar de não o levar a lado nenhum, conseguiu levar-me até aos confins do desespero. Experimentem olhar para o relógio e perceber que ainda é segunda-feira e só vão dormir 6 horas, enquanto têm um bebé à vossa frente, a baloiçar freneticamente em cima dos joelhos, ao mesmo tempo que solta uns gritos agudos, intercalados com algo parecido com "Ugh, ugh, ugh!".
 
O resultado foi umas olheiras em tom beringela e uma viagem de regresso a casa em que, assim que o autocarro arrancou, entrei naquela espécie de transe que não nos deixa perceber se estamos a sonhar ou se está mesmo a acontecer. E neste estado, posso dizer-vos que atravessei a ponte Vasco da Gama a descascar melancias enquanto lutava com pevides terroristas que, além de se multiplicarem a olhos vistos - acreditava eu - estavam constantemente a cair ao chão. Acho que não vale a pena descrever os olhares que senti no momento em que acordei (felizmente na minha paragem).
 
Anda uma mãe a criar um filho para isto.

4 comentários:

  1. Bem sei o que é isso! Aqui o baby adora acordar de madrugada... mas está melhor que até aos 8 meses era uma festa todas as noites.

    ResponderEliminar
  2. hahaha xD o que me ri ao ler este pequeno texto :) força Caco força!!!

    ResponderEliminar
  3. Adoro o sentido de humor!!!!
    Boa continuação...

    ResponderEliminar

Deita cá para fora!