quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016

Mais vale tarde do que nunca.

 
 
Lembram-se de ter falado aqui no aniversário de Baby Caco? Pois. Não cheguei a mostrar-vos o bolo e a decoração linda que eu sei lá.
 
Baby Caco disse-me que queria um bolo dos Minions. Sim, eu sei, não tem originalidade nenhuma, são bonecos só com um olho e ninguém percebe o que raio é que eles dizem, mas enfim... Mãe é mãe e ele até me podia dizer que queria um bolo com a Bernardina que eu ia arrancá-la à Casa dos Segredos arrastada pelos cabelos e até trazia a mãe para tocar ferrinhos.
 
Adiante. Tratei de arranjar a decoração que passo a explicar:
 
1 - Aqueles Minions, lá atrás, em cartão, pendurados naqueles pauzinhos com as gomas grandes, comprei numa espécie de "espetada" aqui no chinês da loja do lado (claro que era só para aproveitar os bonecos, porque aquela goma azul gigante, mal entrou na boca de Baby Caco fez o mesmo efeito que uma pastilha de WC Pato, portanto, tratei de correr com ela num instantinho);
 
2 - O  Minion que está no centro, a tocar guitarra, foi a dona do restaurante onde vamos ao domingo que nos deu. Trouxe de Miami e é daquelas cenas que trazem uns rebuçados pequeninos lá dentro, com a particularidade de, ao carregar na bolinha azul, o raio do boneco canta uma música daquelas que não queremos ouvir nem no dia que estivermos mais surdos que uma porta;
 
3 - As bandeirolas é fácil. É só pendurar aquelas ceninhas triangulares (que neste caso eram autocolantes que tinha para aqui no escritório) numa fitinha que, por sua vez, se ata nas extremidades a um pauzinho;
 
4 - À volta do bolo, espalhei gomas, em formato de bananas, que Baby Caco mandou abaixo sem dó nem piedade e, a bem da verdade, foi a única coisa que comeu.
 
Este último aspecto talvez esteja relacionado com o facto do bolo estar uma valente... merda. Sim, aquilo é um bolo de laranja em cima de outro bolo de laranja, com cobertura de chocolate, sendo que a única coisa que saiu em condições foi a cobertura.
 
Posso adiantar-vos que passei a noite de véspera a fazer bolos. Quatro para ser mais concisa, sendo que dois foram para o lixo e os outros dois são os que vêem na foto, mas que assim, cobertinhos de chocolate mal se nota.
 
Moral da história: dentro de um ano falamos. Sinto que vou precisar de contactos de pasteleiros. 

 
Foto lateral do bolo onde se percebe o desnível que não consegui disfarçar nem à lei da bala.


Detalhe do boneco em plástico que cobri com celofane, na zona que espetei no centro do bolo.


Vista aérea. Não, não foi preciso um drone.

3 comentários:

  1. As coisas feitas com muito amor e com total dedicação a satisfazer os minimini desejos das nossas crias, são sem dúvida sempre as mais perfeitas! Podes encontrar o melhor pasteleiro do mundo (eu até te dou contactos, ou posso até dar boas receitas!!!)mas acho que aos olhos dos nossos filhos nunca vão parecer melhores!! Os meus filhos não ligam aos bolos em si..mas ao aspecto, e garanto que nunca lhe vi maior brilho nos olhinhos do que quando vêm as obras de arte que lhes apresento (a ideia é sempre boa ..o resultado tb é sempre duvidoso) e perguntam...foste tu que fizeste?????!!!! como se eu tivesse pintado a mona lisa ou sei lá o quê! ;)

    ResponderEliminar
  2. oh... não ponhas comida no lixo.. espero que tenha sido um exagero de expressão... Há sempre uma possibilidade de fazer diferente para a próxima.. Refood! ;)
    https://www.facebook.com/refoodportugal

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anabela, não foi exagero de expressão :-(

      Eliminar

Deita cá para fora!