terça-feira, 11 de abril de 2017

Das operações infelizes.


Pois que se este blogue tem servido para falar bem (ok, se calhar, nem sempre), chegou a hora de falar mal. Neste caso, de falar muito mal.

A coisa passou-se agora mesmo e passo a relatar: estou eu aqui sentadinha no meu local de trabalho e eis que tocam à campainha. A colega vai abrir e como não estou longe da porta, percebo que se gerou ali, subitamente, um ambiente de euforia, com muitos risos à mistura, tudo a falar alto e de forma excessivamente alegre. Devo destacar que a colega que abriu a porta tem uma personalidade bastante discreta, portanto, tudo indicava não ter sido ela a iniciar o festim.

Minutos depois, entram pelo openspace a dentro um rapaz e uma rapariga com muito boa apresentação, bastante simpáticos, com uma espécie de geladeira ao pescoço e a perguntar, passo a citar, "então quantas bolas eram". A aproximação foi de tal forma "galhofeira" que aquilo não levantou qualquer dúvida de que se tratava de uma ação promocional.

Toca tudo a escolher se queria creme, se não queria, e a galhofa continuava instalada. Quando já estava o escritório todo servido, eis que a rapariga diz, no mesmo tom carnavalesco: "Ora, então com creme é um euro e vinte e sem creme é um euro". Começámos todos a rir, convencidos de que estavam a brincar e de que aquilo não passava de uma piada de relativo mau gosto.

Só que não. A moça estava mesmo a falar a sério. É nesta altura que fica aquele ambiente desconfortável, meio mundo de queixo caído e ainda meio apardalado com o que tinha acabado de acontecer, ao mesmo tempo que puxa da carteira, quando, a bem da verdade, tinham era vontade de enfiar as p%#s das bolas pelos olhos a dentro daqueles palhaços. Eu incluída.

E pronto. Toma lá que já almoçaste. E agora, assim de repente, o que tenho a dizer sobre isto?

Shame on you, Bolas da praia. Shame on you.

10 comentários:

  1. Marketing (mais que) agressivo. E assim se estraga uma marca.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tanto trabalhinho para nada... e aquele azul com riscas até é giro...

      Eliminar
  2. Era pontapés nas bolas até sair creme.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois era, Boneca. E ainda por cima, eles é que começaram...

      Eliminar
  3. pedia fatura...Entre o ter e não ter, não tem...Devolvia-a já mordida! ou não pago ou passa fatura...ou leva-a assim...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ai que ideia tão brilhante!!!! Para a próxima ligo-te...

      Eliminar
  4. viva o abuso
    é o não olhar a meios para atingir fins

    ResponderEliminar

Deita cá para fora!