segunda-feira, 9 de março de 2015

Se fosse vocês, não morria sem ver.


Eu não quero meter-me na vossa vida, nem tenho nada a ver com aquilo que fazem nas noites livres - se andam em clubes de swing, se se amanham com o vizinho do 5º dir. ou se gostam de calçar os tacões da vossa mulher quando ela não vê - mas acabei de saber que está para chegar um programa absolutamente imperdível, que eu cá não vou falhar nem morta. Quer dizer... morta, se calhar não vai dar... logo se verá, que hoje em dia tudo é possível.
 
Bom, estou a falar-vos da peça que o César Mourão vai estrear no teatro da Trindade. Não sei se já ouviram falar, mas desta vez o rapaz vai mandar a barraca abaixo. É que ele não só tem jeito para o improviso, como tem uma graça que não se aguenta, canta que se farta (ponham os olhos nesta letra que se isto não é do melhor que há, vou já ali enfiar-me debaixo do alfa pendular das 13h06 e já venho) e, como se não bastasse, agora mete-se a fazer o monólogo da D. Esperança, uma velha que apesar de ser velha ainda sonha reencontrar o amor.
 
E sobre isto não vou dizer mais nada. É que metendo o César ao barulho, assino de cruz. Assim de repente, sem puxar muito pela cabeça, basta lembrar-me dos espectáculos dos Commedia, da série SAL (das melhores coisinhas que me lembro de ver dentro do género e de que já falei aqui), de algumas cenas hilariantes, em especial com o Unas no "Vale Tudo", ou daqueles Globos de Ouro da SIC, há uns três ou quatro anos (literalmente salvos por ele), que não é preciso arranjar pretextos para não perder isto.
 
Falta dizer que a peça é da autoria do César e de um tal de Frederico Pombares, argumentista que colaborou em projectos como o "Último a Sair", "Lado B", "Sal", "Telerural" ou "7 Pecados Rurais". O resultado é certamente uma noite de grande ramboia e eu cá não sei, mas quem estiver disposto a perder isto, no mínimo, é um ovo podre. Ou acéfalo. Ou então um ovo podre acéfalo (sim, eu sei que isto não existe, mas who cares? Perceberam a ideia, certo?).
 
"Ah, mas Miss Caco, nós somos do norte, não somos ovos podres, nem acéfalos, nem ovos podres acéfalos, e agora fazemos o quê? Ficamos aqui a babar e a roer-nos de inveja dos mouros?!?".

Caaaaaaalma.... Diz que a peça ainda vai parar ao Porto. Só não sei é quando. Se bem que, por segurança, se fosse vocês, era gaja para montar uma excursão com umas amigas, alugar uma camioneta-carreira e vir por aí abaixo só assim numa de passar uma noite ao alto e deixar o marido com as crianças... quer dizer... não. Isso é chato. Tragam também o marido e deixem as crianças na avó. Não, na avó não. Tragam também a avó e deixem-nas onde couberem vos der mais jeito.
 
Assim sendo, em não podendo ir dormir para a porta da bilheteira do teatro da Trindade, que é chato e apesar da Primavera estar aí, quando o sol desaparece faz frio, não sei do que estão à espera para entrar aqui e sacar os bilhetes. É que isto é coisa para ficar só três semanas e ouvi dizer que já estão a voar.
 
Eu cá ainda tenho esperança de arranjar o meu. Se não falecer antes.
 
Agora vamos ao que interessa:
19 março a 5 abril
Teatro da Trindade
4ª a sábado - 21h30 | domingo 18h | M12
A partir de 13 euros. 

14 comentários:

  1. Não sabia.... Também adoro o César! Vou levar a minha avó!

    ResponderEliminar
  2. Miss Caco, mais uma bela sugestão, já ouvi anunciar e estou ansiosa que venha para o Porto, e que seja para breve, muito breve...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vamos ficar a torcer! Na dúvida, há sempre a opção camionete-carreira :-)

      Eliminar
  3. Nunca é tarde para encontrar o amor...ou reencontrar...
    Imagine-se a D. Esperança com esperanças que o seu príncipe encantado ainda chegue....
    O César a dar vida a uma personagem assim, deve ser hilariante!
    Ansiosa por ir ver!
    Já agora, Braga tem o Teatro Circo! Sempre podiam estender um pouco mais ao Norte!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Lu, Assim, melhor ir fazendo um abaixo-assinado aí por Braga :-)

      Eliminar
  4. Miss caco, sempre em cima dos bons acontecimentos! Não falha! Vou levar o bairro todo! Espetaculo a não perder!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Leva o bairro, mas apressa-te que não sei se há lugar para todos ;-)

      Eliminar
  5. Bem, fiquei curiosa. Boa sugestão Miss Caco! :)

    ResponderEliminar
  6. Ramboiada pela certa!
    Ai se me apanho sem os (5) filhos, LISBOA nos aguarde...Zé vamos?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Guarda-os no armário. Mas deixa a porta aberta :-)

      Eliminar
  7. Ah granda César. Um dos melhores concertos que vi foi desse menino e da sua banda. :) a ver se o apanho outra vez.

    ResponderEliminar

Deita cá para fora!