quarta-feira, 24 de setembro de 2014

Dois achados num dia só: isto é missão para Miss Caco.


No sábado à tarde, convenci marido Caco a levar-me a uma loja onde ando para ir há séculos, mas que nunca arranjo tempo. É certo que a coisa não correu como previa. Baby Caco adormeceu assim que o pusemos no carro, mas - azar do caraças - esquecemos de levar o carrinho. Este pequeno detalhe fez com que marido Caco tenha ficado mal estacionado, à espera que eu entrasse e saísse rapidinho da loja porque, afinal, eu até "só ia ali cheirar o ambiente e ver, ao vivo e a cores, as mini- Cortebel".
 
Resumindo, entrei na Workshops Pop Up e tive de ver tudo praticamente a voar. Tudo isto porque a criatura tinha de dormir, sob pena de durante o jantar se lembrar de fazer uma birra de sono, daquelas bem boas que nos obrigam a vir embora do restaurante e deixar o prato a meio.
 
Para piorar, a bateria do telemóvel estava a morrer (tinha de sair dali depressa porque não sabia onde é que ele tinha encostado o carro e, caso ficasse incontactável, corria de risco de passar a noite a subir e descer a rua do Almada à procura da viatura, sendo que foi mais ou menos isso que aconteceu, por razões que explico mais abaixo).
 
Vá lá que no meio disto, ainda tirei algumas fotos das coisas lindas que por ali encontrei:    


Mini-Cortebel do meu coração, esperem por mim. Por favor, compreendam, mas como não levei a criatura para confirmar o tamanho, tive medo de arriscar.
 

Lindas as Cortebel de Inverno...
 

 
Levo tudo e o lustre também!

 
Loiça fofinha do tempo da avó.




Fiquei com os olhos neste mocho (8 euros).
 

Loiça em ferro esmaltado, de perder a cabeça.
 

 
Tábuas perfeitas para libertar o Jamie Oliver que há em nós.


 
Mais Cortebel para todos os gostos.

 
Esta é a zona onde fazem os workshops. Sim, como o próprio nome indica, aqui fazem-se workshops de vários temas (consultem tudo também aqui). A Workshops Pop Up funciona, mais ou menos, estilo matrioshka, como se fossem pequenas lojas, todas dentro do mesmo espaço.
 
Quando Baby Caco acordou, demos uma volta pela Baixa, onde não falta o que ver,  de linda que está, e - à falta de carrinho - Baby Caco andou à solta como gosta, sendo que Miss Caco fez umas piscinas rua abaixo, rua acima que é um programa jeitoso para se fazer ao sábado à tardinha.


Na hora de jantar, fomos conhecer um verdadeiro achado. Este restaurante fofinho que eu sei lá, com uma decoração que também é de se comer e que pratica uns preços absolutamente inacreditáveis. Sim, ouviram bem. Eu disse INACREDITÁVEIS. Tem apenas quatro ou cinco pratos, mas - pasme-se - todos a dez euros, sendo que dão para duas pessoas.
 
Portanto, corram e depressinha porque, assim que eu fizer "publicar" nesta coisa, o mundo vai desatar a fazer reservas como se não houvesse amanhã. Pedimos vinho e sobremesa (tarde de limão, que estava boa, embora dispensasse o caramelo) e posso dizer-vos que o que pagamos foi absolutamente pornográfico. Recomendo vivamente.

 
 
A cereja em cima do bolo foi a cadeira que trouxeram para sentar Baby Caco. Ainda tentei comprá-la, mas, infelizmente, o dono não estava.
 
Olhem só que coisa mais linda, mais cheia de graça:
 

4 comentários:

  1. Estou apaixonada pelas coisas que vi. Onde fica? Espero lá poder ir sem pressas. Odeio visitar lojas com pressa!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Na Baixa do Porto, rua do Almada, nº 275!

      Eliminar
  2. Coisas lindas. Ficou babada com as mesmas.
    aqui por baixo, em Oeiras, há uma loja de louças que tem umas assim igualmente fabulosas. Mas não sei o nome.
    A cadeira que trouxeram a Baby Caco, ou sonhei ou tive uma assim. Igual ou muito parecida.

    ResponderEliminar
  3. gostei da dica do restaurante...vou investigar...

    ResponderEliminar

Deita cá para fora!