segunda-feira, 7 de maio de 2018

QUERO O MEU DENTE AQUI, JÁ!!!!!!!



Mãe que é mãe está presente em todos os momentos marcantes da vida de um filho. Pelo menos sempre que pode. Mas, apesar de eu ser uma mãe praticamente perfeita, vou já avisando que este não foi o caso.

Tive de me ausentar este fim de semana e Caco Boy - reparem que a designação Baby Caco já foi à vida, por mais que me doa e me desfaça o coração em lascas. Sim, eles crescem e bem sei que agora têm 5 anos, mas um dia destes arranjam namoradas e no outro dia já saem de casa e no dia seguinte... bem, vamos ao que interessa -  dizia eu, este fim-de-semana foi com o pai a uma festa de aniversário. 

Ligou-me à tarde a dizer que tinha um dente a abanar. Nada de novo. Anda a abanar há dois meses, mas cada vez que fala nisso, fica tão eufórico que eu faço de conta que estou a saber pela primeira vez.

Ao fim do dia, a caminho de casa, entra uma foto no meu telemóvel com o meu filho de boca aberta, já sem o dente. Ao que pergunto: "Onde está o dente?". Não tive resposta.

Horas depois, ao chegar a casa, Caco Boy corre até mim numa euforia desmedida, ora porque tinha uma prenda para o Dia da Mãe, ora porque já não tinha dente, ora porque tinha saudades, eu sei lá, era por tudo junto e mais alguma coisa.

Minutos depois, pergunto: "Onde tens o dentinho, meu amor? Vamos pô-lo numa caixinha para a fada vir buscar durante a noite!!"

Baixa uma penumbra e o ambiente fica assim a modos que tenso.

O sorriso desaparece e eu penso: "F&d#-se, tu queres ver que ele engoliu o raio do dente?!?" Logo a a seguir pensei: "Mas não deve ser grave. Imensos miúdos devem engolir dentes.... Bem sei que é mal comparado, mas eu tinha um cão que comia cuecas e nunca lhe aconteceu nada. E eram as da minha mãe. Que na altura já pesava quase 90 kg. Eu digo cuecas, mas aquilo podiam bem ser Termotebes de uma criança com uns 7 ou 8 anos. Agora pensem".

Caco Boy - "Perdi o dente, mamã..."

Miss Caco - "Perdeste como, filho???!?"

Caco Boy - Na piscina de bolas.

Pronto. Estava tudo arruinado.

Eu não só não estive com o meu filho no Dia da Mãe, como ele perdera o primeiro dente da sua vida numa piscina de bolas. Ainda por cima, nem sequer foi numa piscina de bolas em condições. Podia ter sido na piscina de bolas da Disneyworld, em Orlando, ou na piscina de bolas da casa do Cristiano Ronaldo, em Pozuelo de Alarcón. Mas não, foi na piscina de bolas da.... Telepizza do Montijo.

Para remediar a situação, deixámos um bilhete à fada a explicar o sucedido e a prometer que para a próxima não esquecemos o dente. Tentei escolher uma caixa bonita, cor de rosa, digna de uma fada, mas ele insistiu que a caixa dos óculos de sol era o sítio mais apropriado.

Disse-lhe para deixarmos na mesinha de cabeceira dele. Ele não quis, alegando que tinha medo da fada, por isso era melhor deixar na minha. Eu disse que a fada era pequenina, muito tímida, tinha umas asas com brilhantes e que só entrava no quarto quando tivesse a certeza que ele estava a dormir porque tinha muita, muita vergonha, ao que ele respondeu:

"Porquê, mamã? Nós até xomos ximpáticos...".

E foi feita a sua vontade.

3 comentários:

Deita cá para fora!