segunda-feira, 22 de junho de 2015

Das férias...


... que possivelmente não terei.

Pois, meus amigos, vós que andais já para aí a riscar os dias no calendário até às férias, aqui esta desgraçada que vos escreve não tem nada para riscar, pura e simplesmente porque nem sabe se este ano vai ter férias.

E não sabe porquê? Porque tem uma colega de baixa de parto que só regressa depois do verão e até lá tem a responsabilidade de assegurar todo o trabalho que surgir com as contas - vulgo clientes - que trabalhamos. A questão é que nesta minha área, a noção que temos de trabalho que vai surgir é basicamente.... nenhuma.

Para quem não sabe, isto que se faz nas agências é mais ou menos assim: temos clientes, os clientes têm ideias, ligam para perguntar o que achamos delas - ou às vezes nem ligam e querem avançar na mesma, ainda que digamos que aquilo não tem jeito nenhum  a não ser na cabeça deles - , depois pedem-nos para executar e isto tanto pode acontecer numa segunda-feira de junho, às 18h30, ou no dia 15 de agosto, ao meio-dia, no preciso momento em que estamos de malas aviadas para ir à festa da aldeia.
 
Portanto, para quem pensa que a minha vida são só rosas, desengane-se. Tenho para mim que há-de chegar setembro e continuarei com esta cor de lula.

Assim sendo, encerro este post a pedir-vos encarecidamente:

Tenham piedade de mim.

4 comentários:

  1. Eu tenho piedade Miss Caco. Já trabalhei nessa coisa das agências e decidi parar antes que desse cabo de mim.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pronto. Então eu cá continuo calmamente a dar cabo de mim. ;-)

      Eliminar
    2. Todo o dia é válido para abandonar esse barco =D

      Eliminar

Deita cá para fora!