quinta-feira, 5 de junho de 2014

Quando pensamos que já vimos tudo.

 
... eis que aparece uma doida varrida artista plástica luxemburguesa, de nome Deborah de Robertis, que decide expôr a sua vagina - sim, ouviram bem, a VAGINA - (daqui em diante designada como "Floribela" para não chocar a audiência aqui do estaminé) diante do quadro do pintor Gustave Courbet ‘A origem do mundo', no Museu D'Orsay, em Paris, como podem ler aqui

A performance (sim, porque em arte, esta espécie de  actividade circense, chama-se performance) intitulada ‘O espelho da origem' pretendia recriar a famosa e polémica obra de Gustave Courbet, o quadro que mostra uma mulher de pernas abertas, com a vagina - perdão, a "Floribela" - à solta, tal e qual como veio ao mundo.

Segundo consta, a artista sentou-se em frente ao quadro, levantou o vestido e toma lá que se faz tarde. Apesar de ter sido muito aplaudida, a dita atuação valeu-lhe uma queixa do museu por exibicionismo sexual.

Conta quem viu, que Robertis entrou no salão com um robe dourado por cima de um vestido no mesmo tom e, ao som de "Ave Maria" de Schubert, soltou a pássara. Eh lá!!!....... "Vestido dourado e ao som de Ave Maria"?!? Calma lá que chegamos a outro patamar... até para mostrar a patareca é preciso quem o saiba fazer com classe e elegância. 
 
A história termina com um segurança a tentar tapá-la, enquanto o público, fascinado com a "Floribela" da artista, protestava alarvemente.
 
Resta-nos ter esperança que o José Castelo Branco não se inspire nesta ideia e decida recriá-la nas marchas populares, durante o desfile da Madragoa. Não é por nada, e até deve haver muita gente com curiosidade sobre a "Floribela" que lhe assiste, mas, a bem da verdade, e cá entre nós, o dourado não o favorece...
 

5 comentários:

  1. A este conjunto de descrição só me ocorre um nome para a obra de arte: Gaiola Dourada

    ResponderEliminar
  2. Olha, bem mais giro do que "O Espelho da Origem"!!

    ResponderEliminar
  3. O interessante colocaram tarja na artista e deixaram do quadro exposta, kkkkkkkk

    ResponderEliminar
  4. Há cada uma... Quase tão mau quanto o «artista» que prendeu um cão num museu a passar fome rodeado de ração sem a poder alcançar...

    ResponderEliminar
  5. É coisa para dizer que não percebes nada de arte:)

    ResponderEliminar

Deita cá para fora!